domingo, 12 de abril de 2015

Como Funciona o biomagnetismo/ Bioenergia Magnética - Campinas/ Brasil/ Sp


O que é Bioenergia Magnética/ Biomagnetismo/ Par Biomagnético - Campinas/ SP/ Brasil




O que é Bioenergia Magnética / Par Biomagnético / Biomagnetismo? A divulgação dessa técnica promete revolucionar o conceito de saúde e bem estar!

O Biomagnetismo Médico é um sistema terapêutico, não invasivo, fundado pelo doutor ISAAC GOIZ DURÁN desde 1988, em que se utilizam potentes ímãs para combater parasitas; bactérias; fungos, entre outros vírus, que são a causa de diversas doenças e patologias.

O Biomagnetismo é também indicado para doenças do foro oncológico (cancro); Parkinson; Alzheimer; Avc; Aids-Hiv(Sida); Diabetes; Artrite Reumatoide; Lúpus; Transtornos Gastrointestinais; Gastrites; Úlceras; Refluxo; Herpes; Displasias; Renitis; Asma; Alergias; Fibromialgia; Infecções Reincidentes, Conjuntivites, Fissura Anal E Outras Lesões Como Faturas (Consolidação Mais Rápida), Roturas Musculares; etc.

A Bioenergia Magnética/ Biomagnético é contraindicado apenas em situações de gravidez; marca-passo; quimioterapia ou radioterapia.

O tratamento Biomagnético é também um procedimento preventivo de saúde ao detectar, oportunamente, a patologia ainda antes da sua manifestação clínica.

Tratamento

O sistema ou tratamento,consiste no reconhecimento de pontos de hiper acidez ou hiper alcalose no organismo humano.
Este reconhecimento ou diagnóstico se faz através de uma resposta motora inteligente. Quando encontramos um ponto em desequilíbrio há um encurtamento da perna direita (normamente).
Uma vez reconhecidas e confirmadas as ditas zonas no potencial energético do paciente -que corresponde a órgãos e tecidos que sofrem de patologia - o terapeuta aplica um conjunto de ímã em certos pontos de forma simultânea. A terapia dura em média de 1 hora a 1 hora e ½. O paciente está deitado e vestido.
O Biomagnetismo é compatível com qualquer outra forma de terapia (homeopática, flores de Bach, Reiki, ect.) podendo-se utilizar simultaneamente com tratamentos alopáticos tradicionais.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário